Inteligência Emocional

sist2

Inteligência emocional – “…capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos motivarmos e de gerir bem as emoções dentro de nós, e nos nossos relacionamentos.” (Goleman, 1998)

1. Reconhecer e identificar as próprias emoções e sentimentos, quando surgem e porque surgem;

2. Saber lidar com os próprios sentimentos e emoções, ter a capacidade de transmutá-los quando necessário, adaptando-se a cada situação;

3. Auto-motivação – dirigir as emoções ao serviço de um objectivo ou realização pessoal, ter a capacidade de se incentivar a si próprio e seguir em frente, mesmo em situações adversas;

4. Reconhecimento de emoções noutras pessoas – reconhecer emoções no outro e empatia de sentimentos (importante para a comunicação).

Como fazer então para trabalhar a Inteligência Emocional?

O mais importante é colocar as emoções positivas em acção. Reconhecer que está apático, triste, depressivo. Seja verdadeiro, estes estados dificultam muito a produtividade. Depois deve ter a consciência do que tem de fazer para mudar esse estado – é preciso agir o mais rápido possível!

Pergunte: Onde quero chegar? Qual é o meu objectivo? O que tenho de fazer para ficar contente?

Arranje um gatilho para despertar as emoções positivas, ou seja, sempre que tiver uma emoção positiva associe a algo. Controle as suas emoções ou elas vão controlá-lo.

Faça um pequeno exercício:

1. Divida uma folha em duas colunas;

2. Pense numa pessoa que despreze, odeie, com quem tenha dificuldade em relacionar-se;

3. Na primeira coluna escreva 3 coisas que odeia nessa pessoa (por exemplo: mentiroso, negativo, complicado, atrasado, etc.);

4. Pense numa pessoa que goste, admire;

5. Na segunda coluna escreva 3 coisas que admira e gosta nessa pessoa (por exemplo: verdadeiro, amigo, sincero, etc).

O que quer dizer cada coluna? É que nós somos assim? Não. Quer dizer que quando nos comportamos como descrito na coluna 1, ficamos chateados e revoltados. Quando nos comportamos de acordo com a coluna 2 ficamos felizes, motivados, orgulhosos.

O nosso estado emocional é afectado, mesmo que não tenhamos consciência disso. Este conceito foi desenvolvido por C. G. Jung, é o efeito sombra aquilo que não queremos ser, portanto o contrário é verdadeiro.

“O segredo da vida consiste em recusar qualquer emoção que não seja conveniente.” Oscar Wilde

Até ao próximo artigo,

Bruno Amaral

Anúncios

One thought on “Inteligência Emocional

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s